Você sabe o que é a Síndrome de Burnout?

Síndrome de Burnout

A Síndrome de Burnout, também chamada de Síndrome do Esgotamento Profissional, é um distúrbio emocional. O termo “Burnout” é de origem inglesa, e sua tradução literal seria algo como “aquilo que parou de funcionar por falta de energia”. Cunhado pelo alemão Herbert J. Freudenberg, o termo apareceu pela primeira vez em suas publicações nos anos 70, quando ele descreveu os sintomas e o comportamento de alguns voluntários que trabalhavam em uma clínica de dependentes químicos. Tais sintomas incluíam exaustão emocional, frustração e propensão para o isolamento social.


Desde então diversos estudos foram conduzidos sobre o tema e hoje existem muito mais informações, dados e referências sobre o mesmo, o que permitiu a conclusão de que a principal causa dessa doença é o excesso de trabalho e, justamente por isso, ela atinge em sua maioria profissionais que diariamente atuam sob pressão e lidam com grandes responsabilidades como profissionais da saúde, policiais e professores.


Os sintomas que incluem estresse e esgotamento físico e emocional, normalmente são o resultado de anos de condições de trabalho desgastantes e, em casos mais graves, a síndrome pode até mesmo ser o fator inicial para o surgimento de uma depressão. Sendo assim, por apresentar tantos riscos para a saúde dos profissionais, é muito importante saber identificar os sintomas dessa doença, e caso eles sejam percebidos, buscar apoio profissional o mais rápido possível.

Quais são os principais sintomas da Síndrome de Burnout?


O diagnóstico da síndrome deve ser feito por um profissional qualificado, mas existem sinais que são facilmente perceptíveis e que podem indicar o início da doença. Conheça quais são os principais sintomas e fique atento aos indícios:

  • Dores de cabeça frequentes;
  • Insônia;
  • Alterações repentinas de humor e apetite;
  • Isolamento social;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Exaustão física e emocional;
  • Dores musculares;
  • Sentimentos constantes de insegurança e derrota;
  • Dificuldade de concentração;
  • Tonturas.


Os sintomas citados podem aparecer em diferentes níveis, e apesar de normalmente surgirem com sutiliza no início, com o passar dos dias eles podem se agravar rapidamente. Por isso é importante sempre estar atento aos sinais e buscar ajuda de um profissional para evitar que a doença evolua, trazendo maiores problemas e complicações.


A Síndrome de Burnout em profissionais da saúde


De acordo com uma pesquisa conduzida pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP, 40% dos profissionais da saúde são afetados pela depressão e o estresse. O estudo foi realizado com 145 profissionais de saúde, incluindo enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

Um fardo pesado


Suspeita-se que esse panorama deve-se ao fato de que os profissionais da saúde atuam em uma área que exige grandes responsabilidades, além de exigir dos mesmos constantes tomadas de decisões que podem influenciar drasticamente a vida dos pacientes com os quais eles lidam diariamente. Isso causa um grande impacto na saúde dos profissionais, elevando exponencialmente os níveis de estresse devido ao fato de que a saúde e até mesmo a vida de uma pessoa pode estar dependendo de seus cuidados e decisões.


As dificuldades enfrentadas diariamente pelos profissionais da saúde muitas vezes os colocam no limite, testando não apenas habilidades inerentes à sua profissão, mas também sua inteligência emocional e capacidade de tomada de decisões, principalmente em situações de pressão.


Em uma área tão importante é necessário que os profissionais possuam um grande controle sobre seus sentimentos, afinal, eles não podem deixar suas emoções interferirem na qualidade do atendimento ao paciente ou prejudicar a sua saúde mental.


Por isso os cuidados com a saúde mental são de extrema importância para esses profissionais e, caso tais cuidados sejam negligenciados, as consequências podem ser graves, tanto para o profissional, quanto para o paciente e instituição. Então fique alerta aos sinais, não apenas do seu corpo, mas também de seus colegas, que podem estar precisando de ajuda e apoio médico profissional, e caso identifique sinais da Síndrome de Burnout, não se hesite em procurar auxílio: a sua saúde física e mental é essencial para que você consiga realizar o seu trabalho e manter uma boa qualidade de vida.

Acesse o Enfoque Saúde
Nos siga nas redes sociais Facebook e LinkedIn

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart

Nenhum produto no carrinho.